Yohohoho 7: Universo Marvel Cinematográfico

4462423-8004334970-20141

Yo! Está no ar mais uma edição podcast Yohohoho que se tornará semanal e deve ser lançado sempre nas noites de sexta-feira. Hoje irei falar sobre como começou o Universo Marvel Cinematográfico e suas fases 1 e 2. Vamos avante?!

Duração: 00:13:09

Podcast: Download Alta Qualidade (9,1 mb) | Download Média Qualidade (6,1 mb)

Feed de Podcasts do Yopinandohttp://feeds.rapidfeeds.com/45097/

Confira abaixo o roteiro desse podcast.

<Binks no Sake – Brook Version>

Yo galera!

Eu sou o Evilasio Junior e esse é mais um Yohohoho!

Antes de começar essa edição eu tenho uma novidade, agora o Yohohoho será semanal e deve ser lançado sempre nas noites de sexta-feira.

Periodicidades a parte, hoje irei falar sobre como começou o Universo Marvel Cinematográfico e suas fases 1 e 2. Vamos avante?!

<Fantastic Four Theme>

Para a maioria dos que veem o sucesso de bilheteria dos filmes de heróis pertencentes ao Universo Marvel Cinematográfico não imaginam que o início da história da Marvel Comics e de seus heróis no cinema foi dramático.

Na tentativa de escapar de uma crise financeira, a Marvel Comics,vendeu, no início dos anos 90, o direito de várias de suas franquias para serem adaptadas ao cinema. Para auxiliar essa produções cinematográficas foi criado também o Marvel Studios em 1993.

De fato, o licenciamento de suas franquias se mostrou bastante rentável.Em 1998 foi lançado o filme do anti-herói Blade, que nesse momento era propriedade da New Line Cinema. Daí em diante a Marvel emplacou sucesso atrás de sucesso como foi o caso também dos filmes de X-Men, licenciados pela 20th Century Fox, e do Homem Aranha, licenciado pela Sony Pictures. Amargando nesse meio tempo alguns poucos tropeços, como foi o caso dos filmes do Quarteto Fantástico e o filme Demolidor – O Homem Sem Medo, ambos também licenciado pela 20th Century Fox.

<Fantastic Four Theme>

Em 2005, já com suas contas um pouco menos vermelhas, a Marvel anunciou que iria passar a produzir filmes dos personagens que a própria Marvel ainda detinha os direitos. A empresa fechou então um acordo com a Paramount Pictures, que seria a distribuidora dos cinco primeiros filmes dessa nova empreitada da casa dos “Heróis Mais Poderosos da Terra”. E Assim teve início o Universo Marvel Cinematográfico, um projeto que teria a missão de combinar todas as produções em um único universo de maneira similar aos quadrinhos, propiciando o desenvolvimento também diversos crossovers.

Em 2009, a Marvel foi comprada pela Disney! E tendo por trás a poderosa casa do Mickey Mouse, pouco a pouco a Marvel começou a resgatar o direitos de seus personagens que haviam sido licenciados a outros estúdios.

Depois de vários acordos, a Marvel conseguiu de volta o direito de seus personagens que estavam com outros estúdios, a excessão daqueles licenciados pela 20th Century Fox, que por questões contratuais, teve de devolver em 2012 para a Marvel os direitos da franquia Demolidor.

<The Avengers Theme>

O projeto do Universo Marvel Cinematográfico, iniciado em 2005, começou com seis filmes, cinco deles distribuídos pela Paramount Pictures e um pela Universal Pictures. Esse primeiro conjunto de filmes se tornou a  Fase 1 do Universo Marvel Cinematográfico, conhecida como  “Avante Vingadores!”.

A Fase 1 do Universo Marvel Cinematográfico teve inicio, de fato, em 2008 com o lançamento do filme Homem de Ferro, um imenso sucesso de bilheteria que abriu o caminho para os próximos filmes. Ainda em 2008, foi lançado o Incrível Hulk, que marcou a volta dos direitos do personagem Hulk para o Marvel Studios, ainda sendo a Universal Pictures a distribuidora dos filmes do mesmo.

Em 2010 foi lançado o Homem de Ferro 2 e nele foi apresentada a S.H.I.E.L.D. uma organização que passou a  ser o principal elo de ligação entre todos os filmes do Universo Marvel Cinematográfico.

Em 2011 vieram os filmes Thor e Capitão América: O Primeiro Vingador. E em 2012, no filme Os Vingadores, ocorreu o primeiro grande crossover, que também marcou o fim da fase 1.  Sozinho, o filme Os Vingadores, que teve um orçamento de 200 milhões de dólares, arrecadou 1.519.557.910 dólares.

<Hooked On A Feeling – Blue Suede>

O sucesso da fase 1 já era certo mesmo antes de seu fim, o que fez com que o Marvel Studios começasse os esboços da fase 2, intitulada “Estrada para os Novos Vingadores”. Essa nova fase teve início com o filme Homem de Ferro 3 em 2013, o último dos filmes do Universo Marvel Cinematográfico que foi distribuído pela Paramount Pictures, pois no mesmo ano a Disney comprou os direitos de distribuição dos filmes da fase 1 e desse último. Direitos esses que estavam com a Paramount e com a Universal. E ainda em 2013 foi lançado o filme Thor: O Mundo Sombrio.

Em 2014 veio o filme Capitão América 2: O Soldado Invernal, que modificou todo o panorama do universo devido as mudanças que ocorreram na S.H.I.E.L.D. após o fim do mesmo. Ainda em 2014 a Marvel lançou sua primeira aventura puramente espacial com o filme Guardiões da Galáxia. Filme esse protagonizado por um grupo de personagens antes completamente desconhecido do grande público, que também eram pouco conhecidos mesmo entre os fãs de quadrinhos. O filme foi mais um sucesso que mostrou a força do Universo Marvel Cinematográfico e é um dos preferidos por muitos dos fãs deste.

Em 2015 chegou ao fim a fase 2, primeiro com o lançamento do filme Vingadores: Era de Ultron e em seguida com o último filme desta fase, O Homem Formiga.

Os quatro últimos filmes da fase 2 serviram como preparação para a fase 3 que deve culminar no primeiro grande evento cósmico do Universo Marvel Cinematográfico.

Em 2016 começa a fase 3 que recebeu o nome “A Guerra do Infinito”. Durante essa fase são prometidos os filmes Capitão América 3: Guerra Civil, Doutor Estranho, Guardiões da Galáxia Vol. 2, Homem-Aranha, Thor: Ragnarök, Vingadores: Guerra Infinita – Parte I, Pantera Negra, Capitã Marvel, Vingadores: Guerra Infinita – Parte II e Inumanos.

<Daredevil Series Theme>

Como maneira de expandir o Universo Marvel Cinematográfico para outras mídias, durante a fase 2 também foram lançados os primeiros seriados passados dentro desse universo. Em 2013 foi lançado no canal ABC a primeira temporada Agents of S.H.I.E.L.D., cujos eventos se passam entre os filmes Os Vingadores e Capitão América 2: O Soldado Invernal. Em 2014 teve início a segunda temporada de Agents of S.H.I.E.L.D. que termina pouco após os eventos do filme Vingadores: Era de Ultron.

No começo de 2015, inspirado pelo grande sucesso do curta Agent Carter, lançado junto ao Blu-Ray do filme Homem de Ferro 3, uma série também intitulada Agent Carter foi lançada, também pelo canal ABC.

Ainda em 2015 foi lançado o seriado Demolidor através do serviço de streaming Netflix e no fim desse mesmo ano deve sair também pelo mesmo serviço o seriado Jessica Jones. Sendo esses, os dois primeiros seriados de um grupo de séries lançadas através do Netflix que culminarão em um outro seriado crossover intitulado Defensores. Os demais seriados desse grupo são Luke Cage e Punho de Ferro.

É importante ressaltar que é possível acompanhar o Universo Marvel Cinematográfico apenas através dos filmes, pois os seriados de tv apenas funcionam como spin-offs. E os seriados do Netflix possuem um miniuniverso próprio que não se liga diretamente ao universo dos filmes.

<I Want You Back – Jackson 5>

<Opinião e Considerações Finais>

Uma história simples que prima pela boa execução e direção, com um misto de fantasia e ciência, apresentando de maneira simples a dualidade dos heróis Marvel. Tudo isso com uma pitada de humor e acrescentando um cast de atores bastante carismáticos e comprometidos com seus papéis, o que muitas vezes até compensa atuações fracas. Enfim, uma receita simples, mas que vem dando muito certo e que vem proporcionando algo inédito até então, a adaptação de quadrinhos de super-heróis que realmente transmitem a sensação de uma verdadeira aventura em quadrinhos, mas no cinema.

Mesmo eu sendo muito mais fã dos heróis da DC Comics não tenho como negar a qualidade de boa parte dos filmes do Universo Marvel Cinematográfico. Mesmo havendo filmes que não me agradam é difícil deixar de ver um ou outro, pois a aventura maior vem agradando e muito, não apenas a mim, mas aos fãs e não fãs de quadrinhos em geral.

Certamente foi emocionante assistir aos Vingadores e finalmente ter a sensação de está vendo uma HQ de super-heróis no cinema. Sem falar nos muitos momentos de diversão proporcionados pelos primeiros filmes do Homem de Ferro, pelo recente Homem Formiga e pelo meu preferido até o momento, Guardiões da Galáxia.

Enquanto eu continuo preferindo acompanhar os heróis da DC nos quadrinhos, espero ansioso pela continuação do Marvelverso nos cinemas. Que venham mais filmes e que venham também mais séries, pelo menos as do Netflix. Em nome dos fãs de cultura visual eu agradeço.

<Vinheta>

<Binks no Sake – Everybody Sing>

Espero que tenham gostado desse podcast! E o roteiro do mesmo pode ser visto no post.

E antes de terminar tem três recados que preciso passar para vocês.

Primeiramente, agora é oficial, o blog Yopinando apenas apresentará  dois tipos de conteúdos, os podcasts e alguns novos contos de minha autoria.

Em segundo lugar, está chegando a edição 50 do podcast Sobre Músicas e Animes e com isso resolvi homenagear os ouvintes e  os convidados lançando juntamente com a edição 50, um podcast extra com alguns dos melhores momentos dessas 50 primeiras edições. Para isso eu conto com a ajudo de vocês que acompanham o podcast musical mais animado da podosfera. Eu gostaria que vocês deixassem um comentário ou enviassem um e-mail indicando qual a edição do podcast Sobre Músicas e Animes que mais gostou e, dentre as muitas músicas recomendadas até então, qual foi a sua preferida.

Por último, gostaria que acompanhassem os twitters @AnimePortfolio e @Yopinando. Além das opiniões sobre vários produtos de mídia visual que consumo, no @AnimePortfolio costumo adicionar todo dia diversas notícias de animes. E agora começarei a  divulgar notícias de filmes, jogos e quadrinhos no @Yopinando também.

Enfim, até logo e Yohohoho!